KIT BIELA WOSSNER SUZUKI RM 250 87-95, SUZUKI RMX 250 89-99

Ref.: P2027
comentários (comentários)

KIT BIELA WOSSNER SUZUKI RM 250 87-95, SUZUKI RMX 250 89-99

 

COD: P2027

NCM: 87141000

Marca: WOSSNER (www.wossnerpistons.com)

Peso aproximado: 500 gramas (embalado)

 

INFORMAÇÕES TÉCNICAS:

 

Este produto deverá ser instalado por um profisional qualificado;
Não reutilizar; 
Substituir todos os rolamentos; 
Conferir as folgas sempre utilizando aparelhos de medições;
Fabricado em aço;
Off  Road/ Motocross;
Atende todas as especificações da montadora;
A WOSSNER apresenta mais completa linha de produtos, separados em kits para lhe trazer maior conveniência e praticidade. Seus produtos apresentam o máximo em qualidade e design para suporta as condições de uso mais severas. Em constante desenvolvimento, atua com produtos compatíveis com os mais diversos anos e modelos.

 

COMPOSIÇÃO DO KIT (DESENHO TÉCNICO - NÚMERO ORIGINAL DA PEÇA):

 

  • Biela;
  • Pino;
  • Rolamentos;
  • Espaçadores.

 

SUZUKI: 12161-37E00

 

MARCAS/MODELOS COMPATÍVEIS:

 

  • SUZUKI RM 250.
  • SUZUKI RMX 250.

 

Clique em "Ler Mais" para verificar os demais modelos compativeis.

SUZUKI RM 250 1987
SUZUKI RM 250 1988
SUZUKI RM 250 1989
SUZUKI RM 250 1990
SUZUKI RM 250 1991
SUZUKI RM 250 1992
SUZUKI RM 250 1993
SUZUKI RM 250 1994
SUZUKI RM 250 1995
SUZUKI RMX 250 1989
SUZUKI RMX 250 1990
SUZUKI RMX 250 1991
SUZUKI RMX 250 1992
SUZUKI RMX 250 1993
SUZUKI RMX 250 1994
SUZUKI RMX 250 1995
SUZUKI RMX 250 1996
SUZUKI RMX 250 1997
SUZUKI RMX 250 1998
SUZUKI RMX 250 1999

 

IMPORTANTE:

 

  • Garantia de 3 meses;
  • Valor unitário;
  • Imagens meramente ilustrativas;
  • Recomendamos que a instalação seja feita por profissional especializado e não nos responsabilizamos pelo mau uso do produto;
  • Sugerimos que, antes de efetuar a compra, verifique se realmente o problema está no Pistão;
  • Leve a um mecânico de sua confiança;
  • Peça para que faça uma limpeza no Pistão;
  • Antes de substituir qualquer peça elétrica, é sempre bom lembrar de procurar a causa do defeito para não correr o risco de danificar a peça nova;
  • Realizar a troca do óleo e uma limpeza completa no cárter para evitar que fiquem partículas sólidas no óleo, que poderão ocasionar riscos;
  • Verificar se a pressão da bomba de óleo está correta.
  • Trocar o filtro de ar;
  • Seguir as recomendações da montadora quanto ao amaciamento do motor;
  • Realizar a troca periódica de óleo e filtros conforme orientações da montadora.

 

PROCEDIMENTO DE GARANTIA:

 

O produto será revisado e constatado o defeito será consertado. Caso não seja possível o conserto, será trocado por outro modelo novo e idêntico;

O frete de reenvio será por nossa conta;

Caso não seja constatado qualquer defeito no produto, o mesmo será devolvido ao comprador com frete a pagar; e

O produto completo inclusive os acessórios originais, embalagem original, devem ser retornados, conforme descrito no anúncio, sob pena da anulação da garantia, com frete pago pelo comprador.

 

FUNCIONALIDADE PISTÃO E BIELA:

 

O pistão é coração do moto à combustão interna.

Ele é um cilindro sólido de metal que se move dentro de um outro cilindro oco, na direção vertical (para baixo e para cima), empurrando o combustível para cima, de forma comprimida, em direção a vela de ignição, onde ocorre a combustão necessária à movimentação da motocicleta. Esta mesma combustão provoca uma pressão do pistão para baixo e processo se repete.

Desta forma, é ele que garante a entrega da potência do motor para as rodas, transformando a queima de combustível em torque. Para que este processo ocorra, o cilindro por dentro do qual o pistão se move, contém anéis para obter a maior vedação estanque do ar possível. O pistão é preso através de um pino de pulso a uma biela, que por sua vez é conectada ao virabrequim, e juntos eles giram o movimento para cima e para baixo (alternativo) em movimentos redondos e redondos (rotacionais) para acionar as rodas.

A parte média, chamada de corpo, possui dois orifícios circulares que possibilita sua fixação ao pé da biela por meio de um eixo em aço conhecido como pino do pistão, eixo do êmbolo ou passado. Sua posição é mantida dentro do pistão por meio de retentores adequados ou revestido de um material para que este eixo não se desloque pelo orifício desgastando e deteriorando o cilindro do motor.

Motores de combustão interna podem operar com apenas um cilindro e, portanto, um pistão, como no caso das motocicletas.

Em cada motor, o processo de admissão, compressão, combustão e exaustão ocorre acima da coroa do pistão, o que força o pistão a subir e descer dentro do cilindro. O pistão empurra para cima comprimindo o combustível e o ar em um espaço muito menor na cabeça do cilindro, onde é então inflamado pela vela de ignição. A explosão resultante força o pistão para baixo, criando gases de escape.

Os componentes do motor hoje precisam ser resistentes para a longevidade e o peso leve para melhorar a eficiência, o que significa que todos os pistões são uma forma de liga de alumínio.

Os anéis do pistão são feitos de ferro fundido e ligas de aço, por causa de sua maior constante de mola. A embalagem do anel geralmente compreende, de cima para baixo, um anel de compressão, um anel de limpeza e um anel de óleo, todos feitos de ferro fundido ou aço.

O anel de compressão veda a folga entre o pistão e o cilindro. O segundo, o anel raspador, contribui para a compressão, assim como para remover o excesso de óleo das paredes do cilindro à medida que o pistão se move para baixo. O anel de óleo, na verdade, é feito de 2 anéis e um espalhador na maioria dos motores, e também limpa o óleo da parede do cilindro e, em seguida, permite que ele seja drenado de volta através de pequenos orifícios no anel. Mas com o tempo, os anéis podem desgastar e perder sua elasticidade, permitindo que o óleo do cárter se mova para a câmara de combustão. O consumo excessivo de óleo e a fumaça azulada dos tubos de escape geralmente indicam desgaste do anel do pistão.

Além da tarefa de selar a câmara de combustão, os anéis do pistão também têm as funções de dissipar o calor que sobe da peça para a superfície do cilindro e de controlar o óleo.

Como as temperaturas, pressões e velocidades rotacionais continuam a subir, os anéis de pistão estão sujeitos a cargas cada vez mais altas, o que gera uma demanda por conceitos para reduzir o desgaste e o atrito, melhorar a vedação e aumentar a resistência à quebra.

Para funcionar bem, os anéis precisam estar montados corretamente, nunca com suas aberturas alinhadas.  Eles vedam a câmara de combustão enquanto suportam o calor extremo e a fricção no interior do cilindro. Os anéis são responsáveis ainda pela compressão e raspagem de óleo, ajudando a criar uma película de lubrificação no motor evitando o desgaste.

 

DESCARTE:

 

O descarte correto das peças, já que são peças de aço e compostos químicos (graxas e polímeros) devem ser separados de outros produtos e devem ter o destino certo, ou seja, uma sucateadora de boa procedência.
Isso porque, além da questão ambiental, o rolamento não deve cair nas mãos de recondicionadores, para não alimentar a indústria da falsificação.

Uma dica, coloque sal na peça ou água com sal antes de dispensá-lo, assim a peça logo estará corroída e não servirá para recondicionar.

 

SOBRE A MARCA WOSSNER:

 

A Wossner é uma marca Alemã com mais de 35 anos de experiência na fabricação de pistões e bielas de alta performance com tecnologia de ponta e controle contínuo de qualidade. Todos os produtos Wossner, têm excelente acabamento, garantia de desempenho e durabilidade. Os pistões e as bielas são forjados, seguem as especificações das montadoras e por isso garantem o funcionamento perfeito da peça em sua moto. ow-by e óleo.

Veja a descrição completa

Detalhes

Ampliar foto Passe o mouse para zoom
  • KIT BIELA WOSSNER SUZUKI RM 250 87-95, SUZUKI RMX 250 89-99
  • KIT BIELA WOSSNER SUZUKI RM 250 87-95, SUZUKI RMX 250 89-99
  • KIT BIELA WOSSNER SUZUKI RM 250 87-95, SUZUKI RMX 250 89-99
  • KIT BIELA WOSSNER SUZUKI RM 250 87-95, SUZUKI RMX 250 89-99
  • KIT BIELA WOSSNER SUZUKI RM 250 87-95, SUZUKI RMX 250 89-99
  • KIT BIELA WOSSNER SUZUKI RM 250 87-95, SUZUKI RMX 250 89-99
porR$515,95 ou 6X de R$85,99
Diminuir Aumentar
Comprar

Descrição do Produto

KIT BIELA WOSSNER SUZUKI RM 250 87-95, SUZUKI RMX 250 89-99

 

COD: P2027

NCM: 87141000

Marca: WOSSNER (www.wossnerpistons.com)

Peso aproximado: 500 gramas (embalado)

 

INFORMAÇÕES TÉCNICAS:

 

Este produto deverá ser instalado por um profisional qualificado;
Não reutilizar; 
Substituir todos os rolamentos; 
Conferir as folgas sempre utilizando aparelhos de medições;
Fabricado em aço;
Off  Road/ Motocross;
Atende todas as especificações da montadora;
A WOSSNER apresenta mais completa linha de produtos, separados em kits para lhe trazer maior conveniência e praticidade. Seus produtos apresentam o máximo em qualidade e design para suporta as condições de uso mais severas. Em constante desenvolvimento, atua com produtos compatíveis com os mais diversos anos e modelos.

 

COMPOSIÇÃO DO KIT (DESENHO TÉCNICO - NÚMERO ORIGINAL DA PEÇA):

 

  • Biela;
  • Pino;
  • Rolamentos;
  • Espaçadores.

 

SUZUKI: 12161-37E00

 

MARCAS/MODELOS COMPATÍVEIS:

 

  • SUZUKI RM 250.
  • SUZUKI RMX 250.

 

Clique em "Ler Mais" para verificar os demais modelos compativeis.

SUZUKI RM 250 1987
SUZUKI RM 250 1988
SUZUKI RM 250 1989
SUZUKI RM 250 1990
SUZUKI RM 250 1991
SUZUKI RM 250 1992
SUZUKI RM 250 1993
SUZUKI RM 250 1994
SUZUKI RM 250 1995
SUZUKI RMX 250 1989
SUZUKI RMX 250 1990
SUZUKI RMX 250 1991
SUZUKI RMX 250 1992
SUZUKI RMX 250 1993
SUZUKI RMX 250 1994
SUZUKI RMX 250 1995
SUZUKI RMX 250 1996
SUZUKI RMX 250 1997
SUZUKI RMX 250 1998
SUZUKI RMX 250 1999

 

IMPORTANTE:

 

  • Garantia de 3 meses;
  • Valor unitário;
  • Imagens meramente ilustrativas;
  • Recomendamos que a instalação seja feita por profissional especializado e não nos responsabilizamos pelo mau uso do produto;
  • Sugerimos que, antes de efetuar a compra, verifique se realmente o problema está no Pistão;
  • Leve a um mecânico de sua confiança;
  • Peça para que faça uma limpeza no Pistão;
  • Antes de substituir qualquer peça elétrica, é sempre bom lembrar de procurar a causa do defeito para não correr o risco de danificar a peça nova;
  • Realizar a troca do óleo e uma limpeza completa no cárter para evitar que fiquem partículas sólidas no óleo, que poderão ocasionar riscos;
  • Verificar se a pressão da bomba de óleo está correta.
  • Trocar o filtro de ar;
  • Seguir as recomendações da montadora quanto ao amaciamento do motor;
  • Realizar a troca periódica de óleo e filtros conforme orientações da montadora.

 

PROCEDIMENTO DE GARANTIA:

 

O produto será revisado e constatado o defeito será consertado. Caso não seja possível o conserto, será trocado por outro modelo novo e idêntico;

O frete de reenvio será por nossa conta;

Caso não seja constatado qualquer defeito no produto, o mesmo será devolvido ao comprador com frete a pagar; e

O produto completo inclusive os acessórios originais, embalagem original, devem ser retornados, conforme descrito no anúncio, sob pena da anulação da garantia, com frete pago pelo comprador.

 

FUNCIONALIDADE PISTÃO E BIELA:

 

O pistão é coração do moto à combustão interna.

Ele é um cilindro sólido de metal que se move dentro de um outro cilindro oco, na direção vertical (para baixo e para cima), empurrando o combustível para cima, de forma comprimida, em direção a vela de ignição, onde ocorre a combustão necessária à movimentação da motocicleta. Esta mesma combustão provoca uma pressão do pistão para baixo e processo se repete.

Desta forma, é ele que garante a entrega da potência do motor para as rodas, transformando a queima de combustível em torque. Para que este processo ocorra, o cilindro por dentro do qual o pistão se move, contém anéis para obter a maior vedação estanque do ar possível. O pistão é preso através de um pino de pulso a uma biela, que por sua vez é conectada ao virabrequim, e juntos eles giram o movimento para cima e para baixo (alternativo) em movimentos redondos e redondos (rotacionais) para acionar as rodas.

A parte média, chamada de corpo, possui dois orifícios circulares que possibilita sua fixação ao pé da biela por meio de um eixo em aço conhecido como pino do pistão, eixo do êmbolo ou passado. Sua posição é mantida dentro do pistão por meio de retentores adequados ou revestido de um material para que este eixo não se desloque pelo orifício desgastando e deteriorando o cilindro do motor.

Motores de combustão interna podem operar com apenas um cilindro e, portanto, um pistão, como no caso das motocicletas.

Em cada motor, o processo de admissão, compressão, combustão e exaustão ocorre acima da coroa do pistão, o que força o pistão a subir e descer dentro do cilindro. O pistão empurra para cima comprimindo o combustível e o ar em um espaço muito menor na cabeça do cilindro, onde é então inflamado pela vela de ignição. A explosão resultante força o pistão para baixo, criando gases de escape.

Os componentes do motor hoje precisam ser resistentes para a longevidade e o peso leve para melhorar a eficiência, o que significa que todos os pistões são uma forma de liga de alumínio.

Os anéis do pistão são feitos de ferro fundido e ligas de aço, por causa de sua maior constante de mola. A embalagem do anel geralmente compreende, de cima para baixo, um anel de compressão, um anel de limpeza e um anel de óleo, todos feitos de ferro fundido ou aço.

O anel de compressão veda a folga entre o pistão e o cilindro. O segundo, o anel raspador, contribui para a compressão, assim como para remover o excesso de óleo das paredes do cilindro à medida que o pistão se move para baixo. O anel de óleo, na verdade, é feito de 2 anéis e um espalhador na maioria dos motores, e também limpa o óleo da parede do cilindro e, em seguida, permite que ele seja drenado de volta através de pequenos orifícios no anel. Mas com o tempo, os anéis podem desgastar e perder sua elasticidade, permitindo que o óleo do cárter se mova para a câmara de combustão. O consumo excessivo de óleo e a fumaça azulada dos tubos de escape geralmente indicam desgaste do anel do pistão.

Além da tarefa de selar a câmara de combustão, os anéis do pistão também têm as funções de dissipar o calor que sobe da peça para a superfície do cilindro e de controlar o óleo.

Como as temperaturas, pressões e velocidades rotacionais continuam a subir, os anéis de pistão estão sujeitos a cargas cada vez mais altas, o que gera uma demanda por conceitos para reduzir o desgaste e o atrito, melhorar a vedação e aumentar a resistência à quebra.

Para funcionar bem, os anéis precisam estar montados corretamente, nunca com suas aberturas alinhadas.  Eles vedam a câmara de combustão enquanto suportam o calor extremo e a fricção no interior do cilindro. Os anéis são responsáveis ainda pela compressão e raspagem de óleo, ajudando a criar uma película de lubrificação no motor evitando o desgaste.

 

DESCARTE:

 

O descarte correto das peças, já que são peças de aço e compostos químicos (graxas e polímeros) devem ser separados de outros produtos e devem ter o destino certo, ou seja, uma sucateadora de boa procedência.
Isso porque, além da questão ambiental, o rolamento não deve cair nas mãos de recondicionadores, para não alimentar a indústria da falsificação.

Uma dica, coloque sal na peça ou água com sal antes de dispensá-lo, assim a peça logo estará corroída e não servirá para recondicionar.

 

SOBRE A MARCA WOSSNER:

 

A Wossner é uma marca Alemã com mais de 35 anos de experiência na fabricação de pistões e bielas de alta performance com tecnologia de ponta e controle contínuo de qualidade. Todos os produtos Wossner, têm excelente acabamento, garantia de desempenho e durabilidade. Os pistões e as bielas são forjados, seguem as especificações das montadoras e por isso garantem o funcionamento perfeito da peça em sua moto. ow-by e óleo.

Avaliação do Produto:

Média 0 0 (baseado em comentários) Faça uma avaliação

Faça sua avaliação para este produto:

Prós:

Contras:

Se desejar, anexe uma imagem: